Siga-nos no flickr
Siga-nos no youtube
Siga-nos no twitter
Siga-nos no tumblr
Siga-nos no instagram
gallery/acrm logotipo vários - site
ASSOCIAÇÃO DO CAMINHO REAL DA MADEIRA
Siga-nos no facebook
Sobre nós
gallery/crl pp2
 

"Caminho real", ou "estrada real", é a designação atribuída às principais vias terrestres construídas antes da implantação da República. Na Madeira, a maior parte surgiu por iniciativa dos governadores ou dos capitães-generais, funcionando como alternativa e complemento às ligações marítimas. Estas 'estradas reais' fazem parte da nossa memória coletiva da Madeira e, acima de tudo, porque são exemplo da grande dificuldade que foi construir uma ilha do nada.

Diversas localidades na Madeira cresceram e assumiram importância em torno das rotas de circulação terrestre, funcionando como pontos de apoio aos viajantes, sejam locais, comerciantes ou estrangeiros, que começaram a percorrer a ilha com particular ênfase a partir dos séculos XVIII/XIX.
A manutenção desta rede de estradas obrigava a duros trabalhos, sobretudo após os meses de inverno e tendo em conta a orografia agreste da ilha, pelo que foi criado um imposto, designado por "roda de caminho", o qual obrigava toda a população a contribuir com dias de trabalho. No entanto, os mais abastados podiam revertê-lo em dinheiro. Os "caminhos reais" começaram a perder importância com a chegada do automóvel e da moderna rede viária, ao longo do século XX, e a maior parte caiu no abandono e na ruína. Atualmente, dos 28 percursos pedonais recomendados pelas autoridades (25 Madeira e três no Porto Santo), apenas 12 são em veredas e antigas "estradas reais", mas o interesse na recuperação da velha rede viária mobiliza, agora, o governo e as câmaras municipais. Estas 'estradas reais' são do domínio público, e de grande valor, sublinhando-se o esforço despendido ao longo dos séculos na sua construção. 

A Associação do Caminho Real da Madeira, constituída formalmente no dia 17 de Fevereiro de 2017, tem como fim defender, valorizar e promover as rotas centenárias agregadoras do património histórico, etnográfico, cultural, arquitectónico e natural da Madeira, em contextos urbanos, rurais e florestais, através de actividades de carácter cultural, pedagógico, científico, desportivo, recreativo, social ou outras afins.

 

Agradecimentos:

gallery/brasaojuntafreguesiasaogoncalo
gallery/np images
gallery/cons logo_1x2
gallery/muv logo w
gallery/walkme-main-scalia-testimonial